(62) 4009-2650

Blog - Qual dívida devo pagar primeiro?

Qual dívida devo pagar primeiro?

Com o aumento do desemprego e da inflação, o número de pessoas endividadas aumentou desde 2015. O acúmulo de multas e juros pode virar uma bola de neve e, para reduzir o prejuízo, é preciso saber qual dívida pagar primeiro. Confira as dicas da Antecipe Soluções Financeiras para essas situações:

1.    Descubra quais dívidas são mais agressivas.

As contas essenciais devem entrar na sua lista de prioridade porque seus serviços podem ser suspensos com a falta de pagamento e o corte da água ou da energia afeta diretamente sua qualidade de vida. 

Também é preciso priorizar as dívidas que atingem de forma direta o seu patrimônio familiar. O atraso no financiamento imobiliário, por exemplo, envolve o risco de perda do bem de alto valor caso as prestações não sejam pagas por mais de três meses consecutivos.

O atraso no IPTU também pode causar a perda do patrimônio que será levado a leilão para pagamento do débito. Porém, como o processo é burocrático e mais lento, se você precisar escolher entre pagar primeiro uma dívida de condomínio ou o IPTU, priorize pagar o condomínio. O atraso do condomínio por mais de três meses seguidos permite uma ação judicial para que os bens do devedor sejam tomados e também leiloados. Se as suas dívidas de condomínio estão se acumulando, recomendamos que você tente uma negociação o mais rápido possível.

Caso a situação esteja complicada em relação ao pagamento das dívidas agressivas, uma opção é optar pelo empréstimo pessoal, procure opções que permitam parcelar em mais vezes e com menores taxas.

2.    Organize suas finanças

Poucos brasileiros têm o costume de organizar suas finanças, seja em uma planilha, em um aplicativo ou no papel. Mas, esse recurso facilita a visualização do tamanho da sua dívida.

Faça o registro dos seus recebimentos e gastos semanais ou mensais. Não importa se for no computador, celular ou no caderno, o importante é que você tenha o acesso fácil a todas as suas entradas e saídas financeiras, isso já melhora sua capacidade de controle de gastos.

3.    Antecipe os pagamentos quando possível

Em muitas negociações de dívidas, os juros são calculados de acordo com o prazo do pagamento. Então, sempre que for possível pagar alguma dívida com adiantamento, faça uma nova negociação para abater o valor dos juros. 

Escolha quitar primeiro as dívidas agressivas como explicamos no primeiro tópico. Se elas já estiverem em dia, procure quais as dívidas que geram mais juros. Uma dica: as dívidas com juros mais altos costumam ser as de cartões de crédito ou cheque especial.

Uma opção para reduzir as dívidas e deixar o orçamento mais tranquilo é optar por um empréstimo pessoal. Mas, tenha cuidado, escolha empréstimos com boas parcelas e as menores taxas.

Quer fazer empréstimo pessoal? Clique aqui e faça sua cotação sem compromisso com a Antecipe Soluções Financeiras.

Dúvidas? Clique aqui. (62) 99161-0924